Atenção alunos de violão: agora Orquestra de Violões no CMIJ

Comecará em breve no CMIJ o projeto Orquestra de Violões. São objetivos do projeto:

Criar uma orquestra jovem que frutifique e permaneça em ações culturais.

Implantar um curso de violão amplo, com praticas, teoria e história da música.

Integrar social e culturalmente os participantes.

Apurar a qualidade musical dos participantes.

Desenvolver a disciplina interior e responsabilidade ante seus propósitos.

Fazer dos seus elementos bons ouvintes para todos os gêneros musicais.

Proporcionar a prática de conjunto e incentivo à pesquisa e ao estudo.

Integrar social e culturalmente as pessoas.

Valorizar a criação de cada indivíduo, remetendo-o a um produto coletivo onde cada  aluno sente-se criador e colaborador da solução almejada, tornando assim, cada componente uma pessoa atuante dentro de um grupo, desenvolvendo sua disciplina e capacitando-o para o convívio democrático.

Comanda o projeto João Luiz Pereira dos Santos,  natural de São Paulo, iniciou os seus estudos musicais no centro de comunicação e artes Senac em 1998, sob a orientação do professor e maestro Claudio Weizmann, com quem continuou a estudar na Universidade Livre de Música (ULM).

Participou do 1º Festival de Inverno de Caieiras (2005), do Seminário de violão Vital Medeiros em Mogi das Cruzes (2007) e do Festival Leo Brouwer (2008), onde atuou como integrante do Ensemble de Violões, sob regência de Celso Delneri e orientação de Edelton Gloeden.

Participou também de masterclasses com os violonistas Everton Gloeden, Fabio Zanon e Nora Buschmann (Alemanha). Como integrante da Camerata de Violões Paulinho Nogueira, participou de mais de cem concertos, destacando-se Memorial da América Latina, Sala São Paulo, Teatro São Pedro, Teatro Arthur Rubisntein, Horto Florestal de Campos do Jordão, Anfiteatro da Universidade Federal de Goias, Sesc e Senac.

É bacharel em violão erudito pela Uni FIAM-FAAM sob orientação de Sidney Molina e atua como professor de violão, tendo lecionado em projetos sócio culturais, destacando-se o projeto Orquestras Cidades, na cidade de Barro Alto (GO) e o Projeto Guri (SP).

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *